segunda-feira, 2 de março de 2020

Experimentos com torno de relojoeiro: pivotagem de uma roda de escape Roskopf



Após infrutíferas tentativas de conseguir uma roda de escape para um Roskopf Patent "Bresil", do início do século XX, me atrevi a pivotar a engrenagem:

A maior dificuldade é "encontrar o centro", que foi conseguida após ter deixado a extremidade quebrada bem plana, com auxílio de pedra Arkansas e, posteriormente, com a extremidade de um buril fino em formato de losango ter feito a primeira escariação em "v". Logo a seguir, a peça foi furada, em velocidade baixa, com auxílio de um broca de carbureto de tungstênio de 0,2 mm.

O próximo passo foi escolher um pedaço de arame de aço de 0,2 mm para ser usinada.



Esse pedaço de arame de aço foi trabalhado no torno de modo que uma das extremidades ficasse levemente cônica para possibilitar sua inserção no orifício.





Detalhe do eixo já inserido no orifício.


O eixo original tinha 0,13 mm, porém, o arame introduzido era de 0,2 mm, fazendo-se necessário desgastá-lo com pedra Arkansas e brunidor até  o diâmetro adequado.

Detalhe da peça, ainda em processo de desgaste do eixo e brunimento.
Finalmente, a roda já montada no movimento.


O resultado foi satisfatório.
Agora, só falta arrumar um eixo de balanço e cabelo!


3 comentários:

  1. Excelente! Poxa meu brother, faça um vídeo no YouTube ensinando a pivotagem..seria top! Não existe no Brasil...confira..

    ResponderExcluir
  2. Excelente! Poxa meu brother, faça um vídeo no YouTube ensinando a pivotagem..seria top! Não existe no Brasil...confira..

    ResponderExcluir